sábado, 19 de março de 2016

Por Trás de A Verdadeira Morte - Parte III (Imperfeição)

  Oi pessoal! Tudo bem?
  Estou muito ansioso, mesmo, para o lançamento de Imperfeição, que acontecerá amanhã, assim que o relógio bater a meia-noite (horário de Brasília)! E eu percebi que muitos estão animados para o lançamento desse incrível conto, então venho aqui para falar um pouco mais sobre como esse conto surgiu e a minha motivação para escrevê-lo, bem como sobre o seu lançamento.
  Vamos lá!

 Como o conto surgiu?

  Quem me acompanha de longa data sabe que desde os meus tempos de fanfic eu tenho o gosto de falar sobre romance, embora esse não seja o tema principal das minhas histórias desde que eu finalizei a minha segundo fanfic, em 2014.
  No entanto, quando falamos sobre as nossas inseguranças, medos, crises existenciais e dores - coisas que são amplamente exploradas na antologia -, um tema como amor não pode ser deixado de fora. E embora a antologia nunca foque 100% em relações românticas, devo admitir que escrevi uma boa dose de contos românticos, e ainda que também dramáticos, para o livro. Imperfeição não foi nem de longe o primeiro, mas foi o que eu escrevi mais rápido.
  Comecei a escrevê-lo no dia 6/02 e terminei no dia seguinte. Minha inspiração para ele veio naturalmente: eu estava na minha cama, ouvindo Treacherous da Taylor Swift, e refletindo sobre a palavra "amor" pela primeira vez na minha vida. "O que é amor? Como funciona o amor? Quais os tipos de amor?", e outras coisas. Mesmo depois de ter lido tantos romances, é difícil você entender por completo o que é amor. Mas eu fiquei analisando a palavra, e, na madrugada seguinte, eu escrevi Imperfeição com todo o sentimento que tinha dentro de mim. Não foi fácil.
  No dia seguinte eu finalizei o conto, do climax para o epílogo, e quando eu o fiz, percebi que aquele era, certamente, um dos meus melhores trabalhos. Eu imprimi diversas cópias para que meus amigos lessem e mandei para os blogueiros fazerem resenhas sobre ele, mas no fim, eu sabia desde o princípio que queria que Imperfeição estivesse na antologia. E ele estará!

A motivação.

  Escrever romances é uma tarefa árdua. E falar sobre amores e como eles mexem negativamente conosco é uma tarefa mais árdua ainda. Porém, eu tinha para mim a necessidade de falar sobre os mais diversos temas nessa antologia. Escrevi sobre amizade, sobre bullying, família, ódio, suicídio, e apesar de serem assuntos controversos e difíceis de se tratar, eu tive mais facilidade em escrever sobre eles do que sobre amor.
  Eu sabia que se fosse para escrever um romance, eu teria que me esforçar em dobro. Em primeiro lugar porque, quando eu comecei a escrever para a antologia, eu estava meio enferrujado em relação ao tema, e não queria ter que fazer outro casal clichê adolescente. Sim, eu queria ter a liberdade de poder escrever sobre casais das mais diversas idades, mas isso não significava que eu queria que só um determinado público se identificasse com os meus romances; não é assim que romances funcionam. Eles devem ser capazes de atingir os mais diversos corações, e era isso que eu queria fazer.
  Imperfeição acabou sendo escrito após diversos outros romances, e na hora, eu sabia que ele estaria na antologia, pois além de ser uma história linda sobre amor com uma mensagem importante sobre aquilo que nos rodeia, ele também possui uma linguagem totalmente universal. Qualquer um que lesse poderia se identificar e se emocionar, e, consequentemente, pensar, e era isso que queria que as pessoas fizessem.
  Logo quando mandei o conto para os meus amigos e 99% deles amou, minhas duvidas já eram nulas: o conto estaria na antologia.

Lançamento

  Quando lancei Armadura de Ferro no ano passado, a recepção foi tão positiva que só havia me dado um empurrão a mais para trabalhar na antologia. Claro que, imediatamente, após ver tantos resultados positivos, eu pensei em lançar mais um conto como prévia para os meus leitores, já que eu ficaria mais algum tempo trabalhando na obra.
  Inicialmente, eu pretendia lançar Gasolina, pois a narrativa daquele conto realmente é um dos meus melhores trabalhos, principalmente depois que eu o finalizei há algum tempo. Mas depois de ter escrito Imperfeição, eu acabei por decidir lançá-lo. Porque eu amei o conto, todos os meus amigos amaram também, até minha professora de português amou! E também fazia tempo que eu não lançava algo no gênero romântico e sentia falta, por isso, eu acabei agendando o lançamento para coincidir com o dia do evento da minha amiga Ge Benjamin, "Projeto: Um Dia à R$0,00".
  A ideia de lançar o conto gratuitamente em seus primeiros dias se deu pelo meu pensamento de que, quanto mais pessoas lessem aquele trabalho, melhor, pois ele conta uma mensagem incrível sobre amor que todos devem ter a oportunidade de ler, e o que é mais receptivo do que um conto gratuito, não é mesmo? (kkk)

  Bem pessoal, muito obrigado por terem me acompanhado até aqui. Antes de encerrar, gostaria de falar uma coisa: tenho observado todos vocês me apoiando através das redes sociais, e quero dizer que significa muito saber que estão gostando do meu trabalho e que estão tão ansiosos quanto eu para o lançamento de Imperfeição. De qualquer forma, ainda terão que esperar um pouco para lê-lo. O conto sairá hoje lá na Amazon.com.br, a partir da meia noite! E se alguém quiser ler uma prévia do que vai acontecer nesse incrível romance, basta clicar aqui para ler os primeiros momentos da história.
  Muito obrigado novamente, e nos vemos de noite!


Nenhum comentário:

Postar um comentário